Diferenças no relacionamento

large (1)

“Somos diferentes demais, acho que não vai dar certo”. “Temos sonhos muito diferentes”
Ei, não é problema ser diferente, o problema é não aceitar as diferenças, não é problema ter sonhos diferentes o problema é não incluir o outro nesse sonho.
Não acho que ser diferente seja realmente um problema, o problema é que nós – principalmente meninas- fomos alimentadas desde pequena com essa ideia de que o príncipe encantado existe, sendo assim, os contos de fadas (sempre com um final feliz) não nos prepararam para a realidade.
Estamos acomodados com a mesmice, com o igual – é mais fácil- e sair da zona de conforto ter que aprender a lidar com as diferenças exige um esforço enorme de nós e isso as vezes se torna motivo para terminar um relacionamento.
Pera lá, deixe-me dizer. É natural que você queira viajar pelo mundo e ele talvez queira terminar sua tese de mestrado, é natural que você queira casar aos 25 e ele aos 30, é natural que ele goste de aventuras enquanto você as evita. É natural que você queira conhecer a Alemanha e ele o Japão. Talvez você goste de sair para jantar e ele nem ache isso tão importante assim, talvez você odeie receber flores e ele ache legal. Talvez você queira ir para a praia enquanto ele prefere curtir um parque de diversões.
Eu acho que quando estamos em um relacionamento sólido, você começa a pensar por dois. Sim, se eu eu quero me casar aos 25 e ele aos 30, que tal aos 27? Assim da tempo, dele terminar a faculdade dele. Se eu quero viajar pra Alemanha e ele pro Japão, que tal esperarmos um pouco e irmos pros dois lugares? Porque não conhecer o Japão primeiro? Lá deve ser incrível.
Antes de conhecer alguém alimentamos sonhos, fazemos planos, mas é natural que depois de conhecer alguém, amar esse alguém, você comece a pensar um pouco no outro, e também a descobri-lo, os defeitos aparecem, as diferenças começam a ficar mais evidente.Esse pensar no outro consiste em reinventar seus sonhos e planos e a incluir o outro nele. Isso não significa ter que abrir mão do que você quer, do que você gosta e sempre quis. O amor é um acordo, ninguém fica, ninguém permanece, se o outro não quiser. Não peça para o outro desistir do seu sonho, fortaleça esse sonho incentivando-o. Aprenda a abrir mão de alguma coisa em prol do outro, a chegarem em acordos, da pra viver uma vida a dois sem deixar de ser um.
Se você gosta de comida mexicana e ele japonesa, vá acompanhe ele e peça um suco de laranja e ouse experimentar aquele Hot Filadélfia que ele tanto fala. Depois faça o inverso, vá com ela comer comida mexicana, peça uma coca bem gelada, aposto que você não vai resistir a um tacos bem apimentado. Mas não reclame, não diga o quanto esta sendo difícil ficar ali e o quanto gostaria de estar em outro lugar. Fique ali, converse, e depois vão ver um filme, assim, só os dois.
Inclua o outro nos seus sonhos, leve o outro para conhecer seu mundo e se permita para conhecer o mundo do outro. O novo é mágico e não assustador como parece.
Se em um relacionamento os dois se amam e querem fazer dar certo, não existe nada que fale mais alto que isso. Nem as diferenças, nem os gostos diferentes, os sonhos que se divergem. Nada.
Relacionamento saudável não consiste em aprisionar o outro no nosso mundo e impedi-lo de viver o seu, mas se aventurar no mundo do outro e convidá-lo a conhecer o nosso.
Em um relacionamento não existem pessoas certas, existem pessoas que lutam pra dar certo. E se os dois querem fazer dar certo, não tem erro.

Escrito por: Thamilly Rozendo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s