Não existe nós

13152611_559222130916798_248111659_n

Não existe nós!

Inclusive todos os tipos de nós eu estou desatando. Não quero nó, quero laços, quero pontes, quero a liberdade de ser eu. E me recusei a vender minha identidade por ter encontrado alguém. Então se você vem, ou não, entre idas e vindas eu fico comigo, não dá pra me perder assim. Deus me livre de nós, eu quero pontes. Eu quero ficar, mesmo tendo a liberdade de ir, só pelo prazer de estar com você. Sem me prender, sem me perder, sem me desfazer de mim pra caber em você.
Eu acabei por me tornar insuficiente pra mim, não me servia mais, pois por muitas vezes tentei me encaixar em tantas outras pessoas que fui me desfazendo. Quando eu era forçada a voltar pra mim, me via cheia de vãos, e me perguntava o porque de estar assim, sem servir em mim. Poxa, eu sou a única pessoa que realmente me aceita por inteiro, ou eu deveria ser…
Era como se eu nunca tivesse sido minha… E nunca fui mesmo! Sempre fui o bem de alguém, mesmo quando me fazia mal.
Sempre estive fora de mim pra morar em outros, que no final eu sufocava por buscar o que eu só podia encontrar em quem eu sou. Sempre deixei que criassem em mim quem eu não conhecia, quem esperavam que eu fosse.
Eu queria tanto ser o “nós” com alguém, o plural, que me vendia. Sim, me vendia por carinho, por sorriso, por trinta minutos de conversa forçada. Fui atando nós, e não entendia que eu não podia ser “nós dois” com alguém, se eu me perdia em quem o outro era, e sumia de mim.
Eu aceitei diversas identidades deturpadas, falsas, e que me sufocavam porque não me serviam. Então eu transbordava… Transbordava insatisfação, reclamação, expectativas desumanas, medos e palavras amargas. Logo o falso eu se desmanchava e eu me tornava insuficiente pra ser “nós” e pra ser “eu”. Hoje eu estou assim, Deus me livre de nós, demorei pra desatar. Agora eu sei quem eu sou, e não preciso que me digam como não posso ser. Não quero caber em você se isso quer dizer que vou ficar faltando em mim. Não que eu não ame ninguém, mas a própria bíblia diz que devo amar o próximo como a mim mesmo. Então logo não te sirvo bem se não sirvo em mim.
Se você vem, entenda que não há nós, no máximo há laços! Laços emocionais saudáveis. E pontes, pontes de idas e vindas. Porque eu demorei pra desatar os nós, mas agora eu consigo ser nós dois, porque sou eu, e sei bem quem sou. Depois de tudo isso, você ainda vem? Me avise por favor.

Escrito por: Demi Menezes

 

Anúncios

Um comentário sobre “Não existe nós

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s