Que o amor acabe em pizza

pizza

Friozinho, terça de noite, bate aquela fome e você não tem nada pra comer.

“Caraca, o que eu vou comer?” você pensa, e a fome aumentando.

De repente, a solução dos seus problemas estava ali debaixo do seu nariz o tempo todo, colado na geladeira – um imã de uma pizzaria.

Pizza!! Como eu não tinha pensado nisso antes?!

Você corre pro telefone, escolhe a pizza predileta e desliga o telefone.

Agora começa a parte tensa em que você está com fome, já sabe o que quer e tem que esperar o entregador de pizza chegar.

Demora um pouco, mas finalmente ela chega!

CA-RA-CA!

O cheiro saindo da caixa já faz você salivar e o caminho da porta até a cozinha parece infinito, tanto que você dá uma espiada dentro da caixa só pra ver o que te espera.

Meu..nessa hora você já nem pega prato ou talher – usa a caixa como prato e mão como garfo e começa a degustar a delicia da pizza quentinha, queijo derretendo, borda recheada e tudo mais de gordice! Só que você na hora do desespero, não calculou o tamanho da pizza e pediu uma gigante pra você sozinho! Não aguentou comer tudo e o que você faz? Come tudo? Joga fora? 

Nãããooooo…

Como um apreciador de pizza que você é, guarda os pedaços que sobraram pro dia seguinte..pizza é pizza…fria, quente, whatever! É pizza!!

Então você acorda no outro dia pensando na pizza que vai comer no café da manhã!

Levanta, vai na cozinha e ela está lá..fria..te esperando.

Você come ela fria, porque né, é pizza e é gostosa de qualquer jeito!

Tenta não pensar na pizza quentinha agora (hahahá) e pensa comigo:

Seu relacionamento é uma pizza!! hahahahahaha

Como a fome, você tem vontade, um vazio no peito que tem que ser preenchido por alguém, mas você não sabe quem, de onde, nome, nada.

E então ela aparece! BUM!

E do nada percebe que você sempre a quis, mas não tinha descoberto ainda. Ela é do tamanho exato da sua fome!

Começam as trocas de olhares, as conversas, os sorrisos..é a pizza chegando…

Então a pizza chega..o primeiro beijo, primeira viagem juntos, primeiras briguinhas…

Você abre a caixa: começam a namorar, ou.. (coloque seu status de relacionamento aqui), …é o cheiro gostoso do perfume da pessoa, é o coração quentinho, é o abraço derretido, a borda recheada de carinho..ai ai…

Mas chega um momento em que a gula, a fome, a vontade de “comer” simplesmente passam. Aquela vontade louca some. Tipo quando você enjoa de tanto comer brigadeiro?

O que você faz? Tenta dar conta dela de uma vez só ou “joga” ela fora?

Que nada..se é amor, se é ela mesmo, se é a SUA PIZZA…você guarda pro outro dia, pro outro ano, pra vida toda.

Se é amor, não importa, se está descabelado(a), cara amassada, com bafo, em crise, brigas…

Afinal…

“Amor é o que sobra depois da paixão servida no almoço e da loucura da sobremesa.

É a sobra do almoço de domingo.

É a deliciosa pizza fria no café da manhã.”

Escrito por: Gustavo Bettiol

Anúncios

Um comentário sobre “Que o amor acabe em pizza

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s